Como-usar-a-rastreabilidade-de-produtos-em-seu-negócio-Perfil-Maq

Saiba mais sobre a importância da rastreabilidade para agregar valor aos produtos de sua indústria alimentícia!

Nos dias atuais, os consumidores estão demonstrando mais preocupação com o que compram e usam, fazendo com que a rastreabilidade de produtos e matérias-primas seja hoje um recurso imprescindível para as empresas, incluindo a indústria alimentícia.

 

A rastreabilidade possibilita que uma empresa possa acompanhar todas as etapas relativas à fabricação de um item, garantindo a sua qualidade e o aumento da produção.

 

Continue a leitura e saiba mais sobre a importância da rastreabilidade!

Garantia de qualidade

A rastreabilidade está diretamente ligada ao controle de qualidade, já que para inspecionar a qualidade de um produto é necessário avaliar de forma técnica tudo que abrange a cadeia de produção.

Sendo assim, um código de rastreabilidade é essencial para:

  • efetuar a busca de histórico;
  • monitorar os processos que são automatizados;
  • agir com rapidez e eficácia em casos de recall;
  • manter comunicação direta com fornecedores;
  • otimizar processos de gestão.

É necessário envolver todos os colaboradores nesse processo. Além disso, será preciso:

  • estabelecer quais indicadores serão coletados;
  • controlar o desempenho de seu indicadores;
  • determinar quais produtos e processos têm impacto em sua empresa.

Tipos de rastreabilidade 

Existem várias formas de realizar a rastreabilidade de produtos, tais como:

Manufatura automatizada: tipo de sistema de rastreabilidade onde os  produtos são etiquetados com o sistema RFID (Radio Frequency Identification ou Identificação por Radiofrequência em português). 

Com esse método de identificação via sinais de rádio, é possível enviar informações de todas as etapas nas quais o produto entra. Além disso, ele guarda e disponibiliza o histórico completo do processo produtivo.

Etiquetagem de embalagem terciária: possibilita etiquetar embalagens terciárias na logística interna, como, por exemplo, os pallets. Ou seja, nesse caso o controle não ocorre sobre o insumo até que ele seja transformado em produto final, mas sim sobre o produto final em lotes.

Com esse método, os códigos de barra ficam do lado de fora dos pallets, facilitando sua identificação, mesmo à distância. Isso possibilita um maior controle e rastreabilidade das entradas no estoque. Além disso, fica mais fácil localizar lotes de produtos, que podem, por exemplo, ser divididos conforme a data de fabricação.

Hoje, esse sistema de rastreabilidade é fundamental para empresas que têm um volume grande de movimentação no estoque, pois ele permite saber onde está determinado produto e possibilita controlar de modo mais eficiente as características de cada um deles, como, por exemplo, o prazo de validade.

Gerenciamento de ativos: através desse método, os ativos como máquinas, equipamentos, veículos e outros componentes que integram o processo logístico podem ser rastreados através de seu gerenciamento.


Com isso, também ocorre a otimização no uso desses ativos, de maneira que se torna possível fazer uma previsão quanto à necessidade de manutenção, evitando que a produtividade sofra impactos negativos.

 

Esse sistema tem foco maior na estrutura interna da empresa, por isso seu uso deve ser direcionado mais para os produtos em si, de modo que seja possível determinar um controle sobre eles e também sobre os ativos usados na sua fabricação. 

Aumento do valor agregado

Hoje, a rastreabilidade de produtos é uma exigência do mercado. Empresas que possuem todos os seus processos otimizados e detalhados demonstram um nível elevado de gestão, tornando-se referência no mercado e agregando valor aos seus produtos e serviços.

 

Relacionamento com fornecedores e clientes

A rastreabilidade também se destaca como uma solução estratégica de negócio para gerir fornecedores com base nos dados de origem. Tanto que o sistema já é utilizado por indústrias e varejistas de segmentos variados.

Para um processo de gerenciamento de qualidade, é essencial conhecer seus fornecedores. Da mesma forma, a rastreabilidade de produtos é indispensável para realizar, por exemplo, o acompanhamento dos pedidos e análise do desempenho dos fornecedores.

Já na relação com os clientes, a rastreabilidade cria uma linha de comunicação mais próxima entre eles e a empresa, pois o consumidor fica sabendo de onde vem o produto e qual o trajeto percorrido por ele, além de obter informações sobre todo o processo produtivo, seus diferenciais, certificações de qualidade etc.

Através da leitura do código de rastreabilidade (QR Code), o seu cliente pode avaliar e fazer comentários sobre a qualidade do produto que adquiriu. Essas informações, quando positivas, são uma excelente forma de divulgação para a sua empresa junto aos produtores, distribuidores, varejistas e outros clientes em potencial.

Gostou desse post? Aproveite para conferir outros conteúdos no nosso blog!

Galeria de imagens