Empacotamento: como manter a melhoria contínua nesse processo?

O empacotamento é uma das etapas mais importantes da finalização de um produto. Saiba como aprimorar o de sua indústria agora mesmo!

Um desafio para quem trabalha no ramo industrial alimentício é manter a qualidade do processo de empacotamento. Seja ele manual ou automatizado, a exigência pela qualidade é grande e a mesma, sem desmerecer nenhum processo.

No entanto, para atingir a excelência seja de forma manual ou automática, existem outros fatores que irão impactar no processo, como a velocidade de produção, padronização dos pacotes, ou precisão na pesagem dos produtos. Nesse caso, a automação sai muito na frente!

Mas afinal, qual é a diferença no resultado desses dois métodos? Como conseguir mais eficiência na minha indústria? Aprenda a seguir com esse conteúdo!

Sistemas de controle de qualidade no empacotamento

Com o constante crescimento e melhorias do mercado, um controle de qualidade eficiente se faz muito importante, para evitar desperdícios e garantir uma boa finalização dos produtos. Assim, na indústria alimentícia a necessidade por ter um padrão de qualidade se intensifica ainda mais, pois envolve questões de higiene e saúde.

Para você entender melhor sobre o que é importante observar na qualidade de uma embalagem, elenquei os principais pontos a serem observados:

  • Avaliação visual;
  • Gramatura do material da embalagem;
  • Espessura do pacote;
  • Material utilizado na embalagem;
  • Selagem e soldagem;
  • Padronização de todas as embalagens;
  • Resistência do pacote.

Para fazê-lo com eficiência, a melhor alternativa ainda é possuir um ou mais profissionais capazes de avaliar a qualidade da embalagem. Existem cursos e treinamentos que instruem como realizar essa análise com precisão. Além disso, é necessário ter em mente que não serão conferidas todas as embalagens, e sim um certo número por lote.

Normas regulamentadoras para sistemas de dosagem do Inmetro

Segundo o Inmetro, os produtos pré-medidos representam pelo menos 85% dos alimentos comercializados no Brasil atualmente. Para garantir a qualidade e a exatidão na pesagem, o Inmetro estabelece algumas portarias, que a regulamentam.

A primeira que podemos destacar é a nº 248, que estabelece os requisitos a serem cumpridos pelos pré-medidos e também a metodologia que irá determinar o conteúdo real do produto. Em complemento, a norma nº 157 determina que a embalagem deve indicar a quantidade presente no conteúdo do produto de maneira legível e contrastante com a cor de fundo. Além disso, a quantidade de produto encontrada no pacote deve ser equivalente ao que indica a embalagem.

Benefícios de um sistema de empacotamento eficiente

Antes de tudo, é necessário ter em mente que sistemas de empacotamento manuais fazem parte do passado ou então de indústrias que optam por atender uma demanda muito baixa. Com os avanços da tecnologia e aumento das exigências do consumidor, hoje a “luz no fim do túnel” se concentra na automação.

Com esse evento tecnológico, pode-se dizer que o principal benefício é a melhoria dos resultados. Mas, como eles surgem? Bem, com a automação é possível obter:

  • Fusão de tarefas;
  • Eliminação de processos desnecessários;
  • Autonomia produtiva;
  • Melhoria na tomada de decisões;
  • Otimização das intervenções humanas.

Diante dessas oportunidades tecnológicas, fica muito mais fácil expandir a produção e fazer com que a mesma atinja mais qualidade, credibilidade e confiabilidade. Deste modo, é possível afirmar que uma empresa que busca atualização constante e melhoria de processos consegue se destacar muito mais no mercado.

Controles e verificação de pesagem através da checkweigher

A máquina checkweigher realiza o papel de verificar o peso dos produtos embalados. Ela entra em ação ao final do processo de empacotamento, para garantir que o conteúdo do pacote fique dentro dos limites que devem ser respeitados.

Existem máquinas que fazem o processo automático, acelerando o processo e aumentando a precisão na pesagem. Além disso, ao final da checagem a máquina direciona as caixas para diferentes de acordo com os pesos dos produtos, para facilitar a organização do estoque.

Dica extra: empacotamento a vácuo

Se é inovação e destaque que você busca para a sua indústria, a embalagem a vácuo é uma ótima resposta. Ela garante uma conservação mais eficiente e duradoura do alimento, prolongando a vida do mesmo na gôndola. Isso acontece porque o embalamento a vácuo extrai de seu pacote os gases que aceleram a sua decomposição.

E ainda, nesse processo, não é só em tempo de conservação do produto que você ganha. A cor, textura, aroma e frescor do alimento são mantidos praticamente intactos. Deste modo. investindo em embalagens a vácuo é possível entregar mais qualidade ao cliente final, aumentando a credibilidade de seu produto e consequentemente expandindo suas vendas.

Agora que você conhece alternativas para melhorar de forma contínua o processo de empacotamento da sua indústria, saiba como a qualidade pode ser aperfeiçoada clicando aqui!

Galeria de imagens