Empacotar congelados: como escolher a melhor máquina

Está pensando em trabalhar com alimentos congelados? Confira 4 fatores fundamentais a serem observados antes de adquirir uma empacotadora automática para eles!

O ritmo acelerado da vida moderna e a correria do dia a dia têm feito aumentar o consumo de comidas congeladas, que de fato são uma alternativa muito prática para garantir uma alimentação saudável. Hoje, as opções vão desde pão de queijo congelado até refeições completas.

 

Investir neste nicho de mercado pode ser bastante lucrativo, porém, antes de começar a produzir congelados é preciso pensar sobre uma questão fundamental: como será feito o empacotamento desses produtos congelados? 

 

É preciso considerar que a produção de congelados é diferente da de alimentos secos, como farinhas, grãos e cereais, por exemplo. Sendo assim, ao escolher uma empacotadora automática é preciso observar alguns fatores ligados à produção do alimento e à manutenção da máquina.

 

Como se sabe, nesse tipo de negócio a preocupação com questões sanitárias é ainda maior. Continue a leitura e saiba o que considerar antes de adquirir uma máquina empacotadora automática, para que ela seja realmente eficaz e garanta embalagens de qualidade. 

 

Empacotadora automática para congelados: 4 fatores a serem considerados

Trabalhar com alimentos é algo muito sério e que exige muita responsabilidade por parte das empresas, pois a atividade está diretamente ligada à saúde dos consumidores. Por isso, é essencial que a integridade dos produtos seja preservada e, para isso, é necessário fazer uso de um bom equipamento para embalagem. Veja a seguir, 5 fatores que você deve observar antes de adquirir uma empacotadora automática para alimentos congelados.

 

1 – Máxima precisão e menos desperdício

É fundamental que o equipamento para embalar alimentos congelados tenha precisão máxima ao medir peso e volume e que assegure um fluxo constante durante toda a operação de empacotamento, evitando desperdícios e atrasos no processo produtivo.

 

2 – Facilidade de higienização

Quando falamos em alimentos, é essencial nos atermos à questão sanitária. Para produzir comida congelada é necessário muito rigor em relação à limpeza dos equipamentos, por isso é muito importante optar por uma máquina que seja realmente adequada às necessidades da sua empresa.

O ideal é verificar o grau de proteção do equipamento (IP69, IP69T, IP67) para saber como proceder com a higienização.

 

Antes de adquirir uma máquina empacotadora, se informe sobre o tipo de limpeza que pode ser feito nela e com qual periodicidade. É importante que a máquina tenha componentes acessíveis para uma higienização completa.

 

3 – Versatilidade

Ao adquirir uma máquina nova para a sua empresa, escolha modelos que sejam versáteis e permitam o uso de diferentes acessórios, conforme as necessidades da linha de produção. A diversificação é um fator importante quando se trabalha na produção de alimentos congelados.

 

4 – Resistência

É fundamental, ainda, adquirir máquinas e equipamentos que tenham uma vida útil longa e que sejam resistentes, com capacidade para suportar o ritmo intenso de trabalho, que é comum em uma cadeia produtiva.

Um ponto que interfere na durabilidade de um equipamento para embalar alimentos congelados é o material do qual ele é feito. Empacotadoras feitas a partir de aço inox sãos as melhores, pois materiais como o alumínio alteram as características e a qualidade dos alimentos congelados. 

O inox é recomendado para aplicações onde o produto entra em contato com o equipamento, pois ele é não é corrosivo e não contamina o produto. 

 

Custo-benefício

 A questão do custo-benefício é um fator determinante na hora de escolher a sua empacotadora de alimentos congelados. Avalie bem as demandas produtivas do seu negócio, considerando também a possibilidade de expansão da empresa

 

Automação dos processos produtivos é fundamental

Nos dias de hoje, automatizar as linhas de produção deve ser uma prioridade para toda e qualquer empresa, independentemente da sua área de atuação. Processos automatizados são determinantes para reduzir custos, pois evitam desperdícios e falhas e diminuem a necessidade de contratação de mão de obra. Os processos automatizados são determinantes para aumentar a produtividade e assegurar a qualidade final do que é produzido. 

Assim, a redução de custos, aliada ao aumento da produtividade e da qualidade, são fatores essenciais para uma empresa se manter competitiva no mercado, especialmente no setor alimentício, onde a concorrência é enorme e aumenta dia após dia.

 

A primeira impressão é a que fica!

A embalagem é a responsável pela primeira impressão que o consumidor terá ao avistar um produto de determinada marca nas prateleiras do supermercado. Uma embalagem de má qualidade ou com um layout pouco atrativo pode atrapalhar, e muito, as suas vendas.

Além disso, uma das funções primordiais da embalagem é proteger a integridade dos alimentos, garantindo a sua higiene e mantendo suas propriedades nutricionais e suas características naturais quanto ao gosto, cheiro e textura, por isso é essencial que ela tenha qualidade.

Com consumidores cada vez mais bem informados e exigentes, as empresas precisam se reinventar constantemente para não ficar atrás da concorrência. Mas, para isso, é preciso contar com as novas tecnologias.

 

Agora que você já sabe os pontos aos quais deve estar atento ao adquirir equipamentos para a sua empresa de alimentos e também o quanto uma empacotadora automática pode ser útil para reduzir custos e aumentar a produtividade do seu negócio, aproveite para conhecer as soluções desenvolvidas pela Perfil Maq. 

A empresa conta com uma equipe de profissionais altamente qualificados que podem indicar a você as melhores soluções para as demandas da sua empresa. 

Se preferir, solicite um orçamento sem compromisso. A Perfil Maq facilita o pagamento e você pode adquirir equipamentos pagando uma entrada e dividindo o restante do valor em 10 parcelas fixas. Além disso, todos eles têm garantia total de 1 ano.