5 dicas para inovar dentro da indústria de erva-mate

Juntamente com as tendências industriais, o mercado da erva-mate vem se expandindo muito. Saiba agora mesmo como continuar surpreendendo dentro do segmento!

Com um mercado cada vez mais saturado, a concorrência aumenta e fica mais difícil manter a competitividade. No caso da erva-mate, embora seja consumida in natura mais ao sul do Brasil, ela  também serve como matéria-prima para outros alimentos. Por essa quantidade de demanda existente nacionalmente, as exigências também são maiores.

Por esses motivos, é importante que a sua ervateira se mantenha sempre em movimento, isto é, inovando em processos produtivos, aprimorando seu produto e seus atributos. Essa é uma ação primordial para se manter no mercado e ainda fidelizar clientes.

Mas afinal, por onde começar nessa jornada de inovação organizacional? Aprenda a seguir com este conteúdo!

1. Escolha uma embalagem que ofereça mais segurança para a erva-mate

Quantas vezes já aconteceu da embalagem do seu produto não sair conforme o planejado e resultar em pacotes ruins, desperdício de produto ou desalinhamento das embalagens? Esse é um dos maiores problemas dentro da atividade industrial. Para resolvê-lo, é importante investir em medidas que evitem perdas e desperdícios, como em uma embalagem plástica flexível, por exemplo.

Outra opção é investir em automação. Através de uma empacotadora automática é possível minimizar todos esses problemas e aumentar a segurança do seu produto oferecido. Ao realizar esse investimento, você terá esses resultados, por que:

  • A automação padroniza a produção de pacotes;
  • A soldagem do pacote é mais resistente e alinhada;
  • Dificilmente o alimento entra em contato com o ar externo;
  • Mais precisão na pesagem e dosagem;
  • Melhor higiene e conservação do produto, entre outros.

Agora, se o que você deseja é destacar a sua indústria e oferecer algo a mais, o empacotamento a vácuo é a melhor opção, visto que a conservação da erva-mate também é curta.

2. Invista em tecnologia

A tecnologia já é um item essencial para o desenvolvimento da indústria, ainda mais após a última revolução, chamada de indústria 4.0. Investir em processos manuais pode atrasar a produção, demandar de um espaço muito maior e na maioria das vezes não é possível encontrar um resultado tão satisfatório.

Mas afinal, o que é exatamente a indústria 4.0? Definindo-a de maneira mais clara, pode-se dizer que a última revolução abrange tudo que há de mais tecnológico no momento, mas que abrange a inteligência em tomadas de decisão e a capacidade analítica do grande fluxo de informações. Essas ações reúnem diferentes tipos de inovações e devem ser realizadas por intervenção humana aliada à utilização de máquinas, ou seja, ambos devem andar juntos.

Além disso, com a automação do empacotamento e ainda a tecnologia a vácuo, é possível reduzir a perda de produto, de embalagens, padronizar o pacote e fazer com que o produto fique muito mais apresentável.

3. Adote estratégias de marketing e use o on-line para vender

A alta competitividade faz com que sejam necessárias ações para se destacar, por isso, não se pode esquecer da importância em adotar estratégias de marketing e veículos de comunicação on-line. Os consumidores estão cada vez mais ativos e exigentes, buscando por conteúdos e dando preferência para empresas que os fazem com alta qualidade.

Isso não significa que, necessariamente a sua empresa precise contar com o auxílio de um e-commerce. Há ainda outras estratégias que podem ser exploradas e usadas para promover a sua erva-mate, como:

  • Blog;
  • E-mail marketing;
  • Redes sociais;
  • Eventos que favoreçam o networking, entre outros.

Para planejar ações da melhor maneira possível, tenha sempre em mente a importância em vender experiência e não somente um produto. As pessoas buscam soluções para os seus problemas, e não somente um produto. E ainda, procure modernizar o seu modelo de prestação de serviços. Você vai sentir a diferença nos resultados!

4. Promova a cultura de inovação entre sua equipe

Você já deve ter ouvido a expressão “duas cabeças pensam melhor que uma”. E ela está certa: uma equipe engajada produz muito mais (e melhor)! Para que isso aconteça, o clima e o ambiente precisam estar favoráveis. Portanto, somente investir na capacitação profissional dos colaboradores já não é mais o suficiente.

É necessário contar com uma equipe capaz de tomar decisões e pensar em novas soluções. Para isso, o conhecimento técnico é importante, mas a inteligência emocional também desempenha um papel fundamental. Comece de dentro para fora: faça os ajustes necessários internamente, ou seja, com aquilo que você já tem, para depois investir externamente, com cursos e treinamentos.

5. Otimize seu processo produtivo

Além de investir em novos produtos e serviços, também é necessário que se obtenha mais agilidade e qualidade nos processos, simultaneamente. No processo de otimização, é possível conferir uma marcante redução de tempo, custos e isso é possível através de ações simples, como uma análise detalhada, remanejamento de tarefas, investimento em automação ou com o lean manufacturing, por exemplo.

Para que você consiga otimizar a sua produção com eficiência, elaborei um checklist prático:

  • Integre seus processos, faça com que eles andem juntos;
  • Não deixe acumular atividades de gestão, distribua tarefas uniformemente;
  • Gerencie os recursos e o estoque com consciência;
  • Trabalhe de forma preventiva contra falhas;
  • Invista em capacitação humana;
  • Estabeleça metas;
  • Invista em automação.

Agora que você já sabe como promover a inovação na sua indústria de erva-mate, descubra também como ser mais competitivo.

Galeria de imagens