Bioplástico: tendência crescente da indústria alimentícia - Perfil Maq

O mercado de embalagens, que inclui a fabricação de embalagem para alimentos, é um dos que mais usa o bioplástico. Leia o post e descubra por quê!


Você sabia que quase todo o plástico já produzido no mundo ainda existe? Essa quantidade inimaginável de plástico polui diretamente a terra, o ar, os rios e os oceanos. Os bioplásticos, principalmente os biodegradáveis, têm sido uma opção, e o seu uso pelas indústrias em geral vem aumentado consideravelmente.


Continue a leitura e saiba mais sobre essa tendência crescente da indústria!

 

O que são bioplásticos e plásticos biodegradáveis?

O bioplástico é um material que possui as mesmas propriedades do plástico convencional, porém, em vez do petróleo, sua matéria-prima são fontes renováveis, como cana-de-açúcar, arroz, milho, soja e outros, o que causa menos danos ao meio ambiente. Mesmo com origem renovável, nem todo bioplástico é biodegradável, no entanto ele pode ser reciclado.

 

Assim como os bioplásticos, os plásticos biodegradáveis também têm fontes naturais renováveis, porém, quando em condições específicas de luz, calor, umidade, oxigênio e nutrientes orgânicos, o processo de compostagem do plástico biodegradável ocorre em até 180 dias, através da ação de microrganismos.

 

Tipos de bioplástico

Existem diferentes tipos de bioplástico. São eles:

 

  • Polilactatos: é um plástico feito através da polimerização do ácido láctico. Usado como matéria-prima na fabricação de embalagens plásticas, principalmente as que são utilizadas para acondicionar produtos secos.

 

  • Polímeros de amido: é obtido de matérias-primas como a batata, o milho e a mandioca. É usado na fabricação de sacolas, sacos de lixo e outros produtos.

 

  • Polihidroxialcanoato: é um plástico biocompatível, que não sofre rejeição por parte do organismo humano, por isso é utilizado pela medicina, na fabricação de próteses e fios de sutura.

 

Tipos de plástico biodegradáveis

Confira quais são os 3 tipos de plástico biodegradáveis:

 

  • Hidrossolúvel: Material que inicia a decomposição ao entrar em contato com a água.

 

  • Oxi-degradável: esse tipo de plástico inicia sua decomposição ao entrar em contato com oxigênio e raios ultravioletas. Isso ocorre porque ele recebe aditivos em sua fabricação.

 

  • Compostável: um tipo de bioplástico que se desmancha facilmente quando inicia o processo de compostagem.

 

Quais são os benefícios do uso do bioplástico?

Um dos principais benefícios do uso do bioplástico é que, além de se decompor em menos tempo, ele gera 68% menos gás estufa do que o plástico convencional, feito a partir de combustíveis fósseis. E, como já vimos, parte desses bioplásticos são biodegradáveis.


Outra vantagem é que ele libera apenas produtos atóxicos em seu processo de degradação, por isso não causa danos ao solo.

 

Por ser fabricado com matérias-primas renováveis, o bioplástico também possui um bom custo-benefício e ele ainda pode ser produzido tendo como base os resíduos de processos químicos ou industriais.

 

Uma tendência que deve crescer ainda mais

Estudos realizados na Europa e nos Estados Unidos apontam o crescimento do uso de bioplásticos em todo o mundo. Em um levantamento recente, publicado pela consultoria norte-americana The Freedonia Group, a petroquímica brasileira é citada como provável fabricante mundial de bioplásticos até 2022, com a utilização de resinas desenvolvidas com matérias-primas derivadas de fontes renováveis.

Também foi apontado que o setor de embalagens continuará sendo o que mais usa o bioplástico. Com o fortalecimento do mercado, ele contribuirá para que a humanidade dependa menos de matérias-primas fósseis, reduzindo a utilização de carbono nas embalagens. A tendência é que outros mercados também passem a utilizar o bioplástico, incluindo até mesmo o segmento eletrônico.

 

Consumidores mais conscientes

A consciência a respeito da importância de preservar a natureza, reduzindo o consumo de certos materiais e buscando alternativas que agridam menos o meio ambiente, tem aumentado. 

Hoje, já existe uma parcela de consumidores que preferem fazer suas compras em estabelecimentos que usam sacolas de bioplástico ou consumir produtos embalados com esse material, por exemplo, além de outras atitudes ecologicamente corretas. 

Esse consumidor consciente tem o entendimento de que pode ajudar a transformar a sociedade através de seu ato de consumo, por isso ele busca equilibrar a sua satisfação pessoal e a sustentabilidade. Sendo assim, as empresas que não se adequarem às novas exigências perderão espaço no mercado.

Gostou desse conteúdo? Aproveite que está aqui e confira outros artigos interessantes no nosso blog!

Galeria de imagens